segunda-feira, 26 de março de 2012

O portugal futuro.

O portugal futuro é um país
aonde o puro pássaro é possível
e sobre o leito negro do asfalto da estrada
as profundas crianças desenharão a giz
esse peixe da infância que vem na enxurrada
e me parece que se chama sável
mas desenhem elas o que desenharem
é essa a forma do meu país
e chamem elas o que lhe chamarem
portugal será e lá serei feliz
poderá ser pequeno como este
ter a oeste o mar e a espanha a leste
tudo nele será novo desde os ramos à raiz
à sombra dos plátanos as crianças dançarão
e na avenida que houver à beira-mar
pode o tempo mudar será verão
gostaria de ouvir as horas do relógio da matriz
mas isso era o passado e podia ser duro
edificar sobre ele o portugal futuro


Ruy Belo

2 comentários:

Miriam Rendeiro disse...

Porque e que escolheste esta imagem para este poema??

[MDB] Maria de Deus Botelho disse...

Miriam,
Esta imagem lembra-me o meu Porto, com "as crianças" a desenharem "a giz", com a "sombra dos plátanos" que povoam as ruas, a "avenida" "à beira-mar" e "as horas no relógio" da Sé. O Porto é, mais do que a minha cidade, "o meu país" e lá sou (e "serei") feliz.
Foi por isso.